Publicidade

domingo, 31 de agosto de 2014

Sem fiscalização, maus comerciantes tomam conta da Inajar de Souza

Terra de ninguem!

Um exemplo de abandono pela administração municipal, está no uso irregular do espaço público, onde as calçadas oferecem o mínimo de condições aos pedestres, são tomadas por objetos estranhos como é o caso desta tapeçaria na avenida Inajar de Souza, esquina com a Rua Ouvídio José Antonio de Santana.

Estivesse a fiscalização da Subprefeitura, no caso aqui a da Freguesia do Ó/Brasilândia, cumprindo com suas obrigações o espaço poderia estar livre para circulação de pedestres. Este tipo de ocorrência está por toda a região, nas mais diversas atividades.

Terra de ninguem!

Esperamos que a administração municipal comece a trabalhar e cumpra com sua obrigação, afinal de contas não basta vencer uma eleição, é preciso mostrar serviço.

Fica a dica!

sábado, 30 de agosto de 2014

Cobal Supermercados, descaso e desrespeito ao consumidor

Atualização: 13/09/2014 - 10,00 hrs. 

Atendendo nossa solicitação, a COVISA esteve fiscalizando as instalações da loja.
A solicitação foi baixada em 09/09/2014, com a seguinte observação: "O estabelecimento foi vistoriado e será monitorado. Encontramos alimentos em alguns balcões refrigerados fora da temperatura ideal. Os pertences da feijoada estavam embalados."
Confirmamos nesta data, os produtos estavam devidamente refrigerados, os balcões limpos, apesar de continuar merecendo um reparo (foto abaixo) e os pertences para feijoada em embalagens individuais.

Missão cumprida, agora é continuar de olho!


Cobal Supermercados
Loja da avenida Inajar de Souza, 5646 - Vila Nova Cachoeirinha
 
Comercialização de produtos perecíveis não é brincadeira, deve seguir algumas regras básicas de acordo com a legislação sanitária do município.

De acordo com a PORTARIA nº.2.619 /SMS.G/2011, em seu artigo 9 (DISTRIBUIÇÃO, EXPOSIÇÃO PARA VENDA E CONSUMO), encontramos as seguintes irregularidades: 
Balcão frigorífico em condições precárias, há pelo menos um mês, foto acima.
Comercialização de pertences para feijoada, a granel, sem nenhuma proteção no sistema de autosserviço (foto abaixo).

Cobal Supermercados
Loja da avenida Inajar de Souza, 5646 - Vila Nova Cachoeirinha

Registramos uma solicitação no SAC da Prefeitura em 23/08/2014, que levou o número 12528573, encaminhado a COVISA (Coordenação de Vigilância em Saúde) na Casa Verde, para a devida fiscalização.

Enquanto a rede Sonda de Supermercados comemora aniversário em alto estilo, com anúncios de  promoções em horário nobre na TV, seu braço de atendimento popular encontra-se em situação precária e sempre  desrespeitando a legislação que regula seu funcionamento.

Registrado, estamos de olho!

Família Tatto desrespeitando a Lei Eleitoral

Propaganda irregular
Canteiro central da avenida Inajar de Souza 
 
De acordo com a legislação eleitoral, é proibido afixação de cartazes em locais ou equipamentos públicos. 
 
Leia o que diz o trecho que trata do assunto:
 
"Faixas e cartazes: Podem ser instalados em bens particulares desde que não excedam a 4 metros quadrados (m²). A manifestação deve ser espontânea, sendo vedado qualquer tipo de pagamento em troca de espaço. A justaposição de placas cuja dimensão exceda a 4m² caracteriza propaganda irregular. É proibida a veiculação de propaganda em postes de iluminação pública e sinalização de tráfego, viadutos, passarelas, pontes, paradas de ônibus e outros equipamentos urbanos" 
 
Não vote em candidatos que emporcalham nossa região, e isso serve também  ao candidato Ramalho da Construção. Se eles agem assim agora,  como será  depois de eleitos? 
 
Aqui não é a "Tattolândia"
 
Propaganda eleitoral: saiba o que pode e o que não pode durante a campanha

terça-feira, 19 de agosto de 2014

Praça em situação de abandono, ao lado do EcoPonto

segunda-feira, 18 de agosto de 2014

Acidente deixa 7 feridos na Av. Parada Pinto, na Vila Nova Cachoeirinha

Matéria publicada originalmente pelo Portal G1/SP


Entre os feridos, três são crianças. 


Dois ônibus bateram de frente na Avenida Parada Pinto, na Zona Norte, na manhã desta segunda-feira (18). Sete pessoas ficaram feridas, sendo três crianças, segundo o Corpo de Bombeiros. O motorista de um dos coletivos teve fratura na face. Os feridos foram encaminhados para o Pronto-Socorro de Cachoeirinha e Penteado. Ninguém está em estado grave.

Às 12h50, a via permanecia totalmente bloqueada na altura da Rua Nove de Novembro, segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET).

sexta-feira, 15 de agosto de 2014

Subprefeitura Casa Verde realizará nova audiência pública que garantirá a participação popular na elaboração da proposta de Lei Orçamentária para o ano de 2015

Evento acontecerá no sábado, dia 30 de agosto 


A Subprefeitura da Casa Verde/Cachoeirinha/Limão realizará no próximo dia 30 de agosto, sábado, a partir das 09 horas, uma nova audiência pública que visa garantir a participação popular no processo de elaboração da Proposta de Lei Orçamentária para o ano de 2015 (PLOA-2015), nos termos previstos na Lei de Diretrizes Orçamentárias para 2015 (LDO-2015, Lei de nº 16.047/2014).

Lembrando que poderão participar da audiência Associações, Comunidades e Munícipes da região.
O evento acontecerá no Centro Cultural da Juventude Ruth Cardoso, localizado na Av. Deputado Emilio Carlos, 3.641, bairro de Vila Nova Cachoeirinha.
 
Venham e participem


terça-feira, 12 de agosto de 2014

Desrespeito a sinalização de trânsito e falta de fiscalização na avenida Inajar de Souza

O constante desrespeito a sinalização de trânsito, mantém a avenida Inajar de Souza como uma das vias com maiores índices de atropelamentos na capital paulista.

Atravessar a avenida em faixas de pedestres torna-se uma aventura, o total desrespeito de alguns motoristas e na maior parte motociclistas, ou motoqueiros se preferirem, fazem de conta que elas nem existem, estamos nos referindo aqui a faixas de pedestres com semáforos.

Como na foto abaixo, as irregularidades acontecem durante todo o dia, dificilmente encontramos uma viatura da CET (Companhia de Engenharia de Trânsito) fiscalizando e multando os infratores.

Infrações no atacado!
Cruzamento da avenida Inajar de Souza com rua Itupava, região da Vila Rica.
Registrado!

Cobal Supermercados continua desrespeitando a Lei Cidade Limpa

Supermercado Cobal desrespeita a Lei Cidade Limpa
Loja pertence a rede varejista do Gurpo Sonda


Há anos, a loja situada à avenida Inajar de Souza, 5646 conta com a inoperância da Subprefeitura da Casa Verde/Cachoeirinha/Limão para descumprir a lei.

Como em uma terra de ninguém, continua o desrespeito a Lei Cidade Limpa.

Registramos uma solicitação através do SAC da Prefeitura em 12/10/2013, que levou o nº 11856589, sem nenhuma providência até o momento pela Subprefeitura citada.

Movimentação de terra da obra do rodoanel muda rotina na Inajar de Souza



Tráfego de caminhões transportando terra mudou a rotina na região, bem como o conforto e o sossego de quem mora nas imediações. Não é difícil encontrar pessoas reclamando do pó levantado pelos veículos, o que obriga manterem suas portas e janelas constantemente fechadas.

Não raro também são os flagrantes de desrespeito as leis de trânsito, como excesso de velocidade e ultrapassagem de faróis fechados.

Muitos dirão, mas para melhorar é preciso transtornos, e eu perguntaria: e a contrapartida?
Movimentação de terra da obral do rodoanel muda rotina na Inajar de Souza


Movimentação de terra da obral do rodoanel muda rotina na Inajar de Souza

quinta-feira, 7 de agosto de 2014

Pacientes apontam os piores hospitais de São Paulo

Centro médico de Vila Nova Cachoeirinha é recordista em reclamações. 
Levantamento feito pela ouvidoria municipal da saúde.

Matéria publicada originalmente pelo G1 São Paulo

Dois grandes hospitais da Zona Norte de São Paulo são apontados como os piores da cidade na avaliação dos pacientes. É o que mostra um levantamento feito pela ouvidoria municipal da saúde e obtido com exclusividade pelo SPTV.
Bastaram algumas horas no Hospital Municipal Vereador José Storopolli, no Parque Novo Mundo, pra ver a dificuldade em conseguir atendimento. Diversas ambulâncias chegam ao hospital diariamente trazendo pacientes de outras unidades de saúde da capital.
Conhecido como “vermelhinho”, o centro médico, além de atender quem vive no bairro, recebe gente de outras regiões da cidade e, às vezes, até da Região Metropolitana de São Paulo.

O campeão de reclamações de janeiro até agora é o Vila Nova Cachoeirinha. A cozinheira Beatriz Corrêa da Silva conhece bem. Há sete anos é paciente do hospital. Ela reclama que nos últimos tempos a situação piorou muito. “Superlotação, demora na triagem pra medir a pressão, se chega alguma pessoa na emergência fica muito tempo pra ser atendido pelo médico mesmo”, afirma.
Um funcionário que preferiu não se identificar, diz que a maternidade chega a fazer 700 partos por mês, mas a estrutura é para 450. Ele conta que faltam médicos e há muitos equipamentos quebrados, como raio-x e mamógrafo. “É uma dor no coração você ver um paciente de oncologia que precisa de exame com urgência ter que esperar dois meses pra conseguir uma coisa dessas. É assim de quebrar o coração, a gente fica desesperado com isso”, lamenta.
Carlos Alberto Santana, coordenador da ouvidoria dos hospitais municipais diz que os resultados das pesquisas vão orientar as ações de melhoria dentro das unidades. “Essas manifestações de usuários e também dos funcionários normalmente são discutidas até internamente junto ao conselho gestor da unidade a fim de buscar soluções mais imediatas pros problemas que são apresentados”, disse Santana.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, o tempo de espera por consultas de avaliação cirúrgica é de quase 300 dias - ou dez meses. A Prefeitura disse que já entregou seis hospitais da rede Hora Certa e outros 26 serão inaugurados até 2016.

Publicidade

Postagens populares